2Soul, agência que vem crescendo rapidamente no Brasil

Conheça Victor Trevisan e seu trabalho à frente da 2Soul

Camila Canabarro em 05 de Julho de 2017

O mercado de agências focadas em PsyTrance nunca esteve tão aquecido no Brasil. As gigantes DM7 e Season Bookings vêm inspirando pequenos núcleos a se profissionalizar e tomar a frente de negociações com festas por todo o país. São inúmeras as agências que vêm surgindo no Brasil e algumas se destacando como a 2Soul Agency

A agência que foi criada em 2013 e atualmente vive o seu melhor momento, com Victor Trevisan à frente do projeto trabalhando duro para chegar a agenciar grandes nomes nacionais e internacionais. Erguendo a bandeira da valorização de artistas nacionais com um casting underground muito requisitado no Brasil, entre eles estão Marambá, Psychowave e Killatk, mas a gência não deixa de lado os artistas mais populares como Synthatic e Basscannon.  Confira nosso bate-papo:

 

1. Obrigada por falar conosco. Conte pra gente como surgiu a 2Soul Agency.

Nós que agradecemos muito pelo convite e oportunidade. A 2Soul Agency surgiu em meados de 2013, impulsionada pela necessidade da profissionalização do mercado da música psicodélica aqui no Brasil, com o foco inicialmente voltado para a valorização e monetização de artistas nacionais.

 

2. O mercado musical é muito cruel e monetizar um trabalho que envolve a cena eletrônica não é uma tarefa fácil. Como você posiciona a 2Soul nesse cenário, e o que você acha que a faz diferente para chegar onde está?

Nós posicionamos a 2Soul com muito amor e carinho diariamente, nos precavendo e evoluindo para enfrentarmos as mais diversas crueldades que infelizmente, sim, são uma realidade em nosso mercado. Acredito que o nosso diferencial seja o respeito e o bom senso profissional que temos com todas as pessoas com as quais nos relacionamos... artistas, parceiros e clientes.

 

3. A 2 Soul tem artistas muito diferentes, de Marambá até Synthatic. Como é trabalhar com artistas tão distantes um do outro? Quais são as particularidades nesse trabalho?

É muito bom trabalhar com estilos musicais diferentes, pois não caímos em nenhum tipo de rotina em nosso management. Certamente desenvolvemos um processo de gerenciamento artístico singular, porém essa diversidade musical nos gera a cada semana um desafio e uma interação que é o que nos move.

 

4. Você deve estar recebendo muito material de artistas iniciantes. Como é o processo de escolha de casting?

Avaliamos principalmente a qualidade musical, técnicas e mixagens.  Porém, temos alguns processos culturais e até sociais, que determinam a permanência de um projeto em nosso casting.

 

5. Conte pra gente quais os maiores desafios desse mercado brasileiro em relação ao PsyTrance.

A valorização, o bom senso e o profissionalismo, com certeza são alguns dos maiores desafios para o crescimento coletivo do nosso mercado, tanto de eventos, como dos artistas. Mas acredito que é questão de tempo e insistência dos amantes da psicodelia para nos tornarmos uma referência de mercado. O Brasil é incrível.

 

6. O que você diria para quem pensa em montar sua própria agência?

Diria para que abrisse sua agência com muita responsabilidade e caráter, respeitando todas as pessoas que de alguma forma contribuem ou já contribuíram para que o PsyTrance e suas vertentes continuem tendo essa energia maravilhosa que move sonhos e muita alegria pra todos nós. O sucesso é consequência.

 

Acompanhe a 2Soul Agency

 

Comente!

Confira os detalhes do cancelamento
O Uso de Testes Colorimétricos em Contexto de Festas
Raja Ram e Simon Posford chegam ao 6º trabalho de estúdio em 20 anos de parceria
Conheça mais projetos alternativos dos DJs que irão se apresentar no UP#14

psicodelia_org

Instagram: @psicodelia_org