Boom Festival não vai mais anunciar seu line up. E eles tem razão.

Organização do evento postou uma nota com ótimos motivos

Eliel Cezar em 09 de Março de 2016

Já faz algum tempo que estamos acostumados a ver festivais (grandes e pequenos) usarem o line up como sua principal forma de publicidade. Aquela velha história de soltar um artista por semana e e ir convencendo o público, aos poucos, a garantir seu ingresso. Pois agora a organização do Boom Festival decidiu ir na contramão. 

Em nota publicada há pouco em sua página no Facebook, declararam que não vão mais divulgar novos artistas de seu line up, e o motivo é bastante simples: festivais como o Boom, Ozora e Universo Paralello existem para serem vivenciados por inteiro. Eles contam com uma quantidade enorme de atrativos, que vão desde a música mas também passando por performances, palestras, cerimônias e outras atividades acontecendo 24hs por dia. São grandes eventos multiculturais que nos propiciam uma enorme gama de experiências multisensoriais e psicodélicas. Quando entendemos dessa forma, fica fácil concluir que vivenciar tudo isso é muito mais importante do que passar 7 dias "plantado" no mainfloor. 

Com essa nota, a organização do Boom quer deixar claro que, se você se importa demais com a ausência de seu DJ favorito em um evento desse porte, talvez seja melhor ficar em casa mesmo.

Obviamente essa atitude ainda é um "luxo" que apenas gigantes da cena podem se dar. Mas ainda assim, é bonito de se ver e importante que alguém comece.

Confira o comunicado na íntegra:

O Boom não é apenas um evento musical nem se baseia num line up - não temos headliners; é mais um estado de espírito do que uma lista de DJs ou live acts.

É uma experiência sensorial e psicodélica. Tudo aquilo que lá experienciamos através dos nossos sentidos (som, imagem, arquitetura temporária, artes, conferências, meditação ou yoga) ativa uma sensação profunda que nos faz acordar um novo ser.

Sendo o som uma das energias mais poderosas sobre o Ser Humano, no Boom acreditamos que a música é um veículo nobre para a transformação. É nossa missão coletiva mantê-la como fator de unidade e diversidade, de mudança e consciencialização.

Nesta era de toxicidade midiática em que a música electrônica virou pop, é fundamental não se perder esta essência transformacional sob o risco da cena psytrance se transformar similar a outros estilos - onde existe o culto do DJ ao invés da experiência coletiva de transcendência e união.

É neste contexto, e com o objetivo de valorizarmos a experiência do som, que não iremos anunciar mais excertos do line up do Boom Festival 2016. Em novembro de 2015 anunciamos já alguns artistas que expressam a variedade e qualidade do que irão encontrar, o restante será publicado a partir de julho de 2016 via Boom App. Quem não quiser baixar o Boom App poderá saber todo o programa de música, artes, conferências e workshops quando chegar ao Boom 2016!

Com Amor e Gratidão

A Boom Team

 

Saiba Mais

Boom Festival 2016

  • Quando? 11 a 18 de Agosto
  • Onde? Portugal
  • Mais Informações: Site e Facebook

Comente!

Entrevista com Pedro Carvalho, o criador do ZNA Gathering, que acontece bienalmente em Portugal. O festival tem o intuito de preservar e difundir a cultura Trance, afirmando-se como o maior festival Old School do mundo.
Personalidades da cena falam sobre o Pulsar Festival e dão suas dicas, confira!
Saiba tudo sobre o evento que vai dar início a grande festa!
Antes de desembarcar no Brasil para o Solaris Festival, os alemães do Protonica conversaram com a gente, confira! (Interview available in English)

psicodelia_org

Instagram: @psicodelia_org