Goa nas décadas de 70, 80 e 90: o verdadeiro paraíso psicodélico

Confira algumas imagens que resumem a vida naquele lugar e naquela época, onde tudo começou

Camila Canabarro em 17 de Outubro de 2016

Todos nós já ouvimos falar dos primeiros festivais em Goa. Porém, o que nem todos sabem é que, antes mesmo da música eletrônica chegar nesse recanto da Índia, o local já era o paraíso dos hippies nos anos 60 e 70. Naquela época, o local recebeu uma grande onda de imigrantes americanos e europeus em busca de um escape da sociedade turbulenta da época. Devido ao clima agradável e à natureza exuberante, as festas à beira mar se tornaram muito comuns, juntando música, rock psicodélico, liberdade e drogas.

A música eletrônica foi introduzida no luais de Goa no final o da década de 80, quando milhares de pessoas ligadas a manifestações de contra cultura, munidos de conhecimento técnico de produção de música eletrônica e de um puro desejo de curtir e experimentar, desenvolveram, de forma intuitiva, um novo estilo sonoro que logo ficou conhecido como Goa Trance (e que em pouco tempo daria origem também ao Psytrance e suas vertentes).

O novo estilo recebeu elementos da musicalidade oriental, bem como ritmos menos industriais do que aqueles tão comuns ao techno, que era um dos estilos mais populares da época em lugares como Estados Unidos e Europa. Sonoridades rítmicas, tribais e étnicas foram também incorporadas, resultando assim numa música mais orgânica, que estimulava não só estados próximos ao transe místico (associados aos mantras indianos, por exemplo), mas também uma maior harmonia com os ambientes naturais e ao ar livre.

Ao mesmo tempo, festas emergiam no litoral de Goa, quando voluntários se encarregavam de instalar som e decoração precárias, mas suficientes para levar os participantes a experimentar uma atmosfera celebrativa muito especial, não só a partir da música, mas de uma vivência única de liberdade e tolerância, da dança sem regras, das viagens psicodélicas e espirituais.

Inicialmente melódico e muito carregado dos elementos orientais, o Goa Trance foi levado à Europa, onde aos poucos se multiplicaram festas inspiradas nesse estilo. As festas foram aumentando de tamanho, atraindo mais e mais pessoas, e trazendo à tona um revival das velhas aspirações do movimento hippie e da contra cultura da década de 1960 e 70. Isso explica o processo de fusão cada vez mais nítida do velho rock'n roll às batidas hipnóticas da música eletrônica e dos elementos orientais.

Veja essas imagens e volte no tempo, nas décadas de 70 e 80 onde tudo começou. Bem vindo ao paraíso!

 

-

Via IsraTrance e Trancentral

 

Comente!

12 tracks essenciais para os fãs do produtor holandês Zen Mechanics! E também para quem quer conhecer um pouco mais desse projeto maravilhoso!
Plataforma realiza mudanças radicais em sua estrutura para se manter viva
Conheça Victor Trevisan e seu trabalho à frente da 2Soul
A terceira parte da saga acaba de ser confirmada, saiba mais

psicodelia_org

Instagram: @psicodelia_org