Progressive Especial de Halloween: review, fotos e vídeos

Confira tudo o que rolou na melhor edição da Progressive de todos os tempos!

Eliel Cezar em 27 de Outubro de 2016

 

Esta era certamente uma das festas mais esperadas do ano em Curitiba. Ao menos entre os fãs de Psytrance. Mas pensando bem, era também para uma parcela dos fãs de techno e deep house que, em cima da hora, entraram no Facebook da Progressive tentando vender ou trocar ingressos da Zoominimal, festa que acontecia no mesmo dia em outra parte da cidade.

O fatp é que quem passou pelo Park Art nesse último fim de semana percebeu que aquela era uma edição realmente especial, mas não pelos motivos propostos pela organização da festa. 

Não foi especial apenas pelo line up monstro, que reuniu nomes como Vegas, Pspiralife, Subverso, 4i20, Zanon, Berg, Element, Mental Broadcast, Anginha, Automack, Eclipse Echoes, Reality Test, Silva, Altruism, Outsiders, Fabio Leal, além é claro do mestre maior e pai de todos Rica Amaral

Também não foi especial pela proposta diferenciada de uma festa open air temática de Halloween, com uma bela decoração personalizada e complementada por milhares de monstrinhos na pista (alguns fantasiados, outros não). Nem pela bela intervenção pirofágica do Clã Aradia. Nem mesmo pelo video mapping de tirar o fôlego produzido pela Urutau e VJ Picles.

Foi especial porque quem acompanhou a "menina Progressive" nesses 4 anos de vida se deu conta nesse último fim de semana que ela definitivamente cresceu. Evoluiu. Atingiu um novo patamar. Subiu para uma outra divisão. Marco Element, Elô Morselli e toda a sua equipe fizeram dessa edição uma festa histórica que colocou a "Prog" definitivamente na lista das festas de grande porte do Brasil.

É preciso contextualizar o público sobre a importância dessa festa em Curitiba: em uma época que o Psytrance estava em baixa, a Progressive foi a principal responsável por manter a cena se movimentando na cidade. Com um trabalho constante, sem queimar etapas ou dar um passo maior do que a perna, seus organizadores se cercaram das pessoas certas, motivadas pelos mesmos objetivos e hoje colhem os frutos de um trabalho realizado com seriedade e competência.

 

 

VJ Picles

A gente sabe que video mapping é o futuro, o caminho, a verdade e a vida. Mas não é todo dia que ele rouba a cena como aconteceu nessa Progressive. VJ Picles mostrou um trabalho simplesmente fantástico, disputando a atenção de igual para igual com os melhores DJs que se apresentaram no período da noite. As possibilidades criativas desse tipo de projeção, quando bem exploradas, enriquecem a música e são capazes de proporcionar uma experiência incrível para o público.

 

Fabio Leal

E por falar em melhores DJs, não poderíamos encerrar o review sem destacar o set de Fabio Leal. É muito bom curtir uma festa em que somos surpreendidos aos 40 do segundo tempo por um artista incrível como ele. Entre as diversas apresentações sensacionais dessa Progressive, essa foi a que ficou mais viva na memória e rendeu aquela alegria e ficar até o fim da festa. Foi uma enorme satisfação ouvir Fabio dando uma aula de prog dark para chegar ao final de seu set e encerrar a Progressive com techno e chave de ouro, mostrando ao público que é a música, independente de vertentes, que nos une.

Foi uma festa daquelas para se guardar para sempre na memória. E torcemos para que seja apenas uma entre muitas outras Progressives. Confira mais laguns trechos do que rolou por lá:

Saiba Mais

  • Confira o álbum oficial da Progressive by Zooe
  • Fotos da galera na página do evento
  • Próximas datas da Progressive: 
    • #27 - 18 de Fevereiro
    • #28 - 18 de Março
    • #29 - 08 de Abril @ Open Air
    • #30 - 17 de Junho
    • #31 - 15 de Julho
    • #32 - 19 de Agosto
    • #33 - 02 a 05 de Novembro @ Festival

 

Comente!

psicodelia_org

Instagram: @psicodelia_org