SoundCloud fecha escritórios e demite parte da equipe

Plataforma realiza mudanças radicais em sua estrutura para se manter viva

Eliel Cezar em 07 de Julho de 2017

SoundCloud, plataforma de músicas largamente utilizada por DJs de todo o mundo, anunciou algumas mudanças em sua estrutura nessa quinta-feira, 06/07. A empresa informou que fechará dois escritórios (Londres e São Francisco), deixando ativas as sedes em Nova York e Berlim. Além disso, cerca de 40% da equipe cerca de 173 funcionários será demitida.

As mudanças fazem parte de uma estratégia adotada pelos fundadoresAlex Ljung e EricWahlforss a fim de cortar gastos e manter a plataforma de streaming ativa a longo prazo, nas palavras do próprio Alex.

O CEO garante que as decisões visam continuar o crescimento do SounCloud, mas a verdade é que a empresa está há algum tempo com dificuldades em se manter e encontrar investidores.

No ano passado, muito se falou de uma negociação entre SoundCloud e Spotify, o que não acabou acontecendo. Além do rival de streaming, oTwitter também já demonstrou interesse em arrematar a empresa, mas também não avançou na negociação.

Os números que envolvem a empresa também apontam a má fase. Em 2014, ela estava avaliada em, aproximadamente, U$750 milhões. Hoje, sua média fica em torno de U$100 milhões.

Entre as tentativas de se manter em pé, o SoundCloud acabou mexendo até em sua política de uso. Conhecida por facilitar a aproximação de quem produz material autorial e produtores, há pouco tempo a plataforma “afrouxou” suas regras quanto aos direitos autoriais, principalmente a respeito de mixagens de DJs, tudo a fim de facilitar e estimular mai uploads na rede.

Hoje o SoundCloud conta com mais de 170 milhões de usuários espalhados por 190 países.

Acompanhe a Psicodelia no Soundcloud!

-

via B9

Comente!

Conheça um pouco do som que rolava nas festas israelenses há mais de 20 anos
Plataforma realiza mudanças radicais em sua estrutura para se manter viva
Conheça Victor Trevisan e seu trabalho à frente da 2Soul
Um relato baseado em fatos reais
Conheça o trabalho de Juliano Coronat, de Curitiba

psicodelia_org

Instagram: @psicodelia_org