Sphera

O israelense faz parte da Iboga Records, uma das maiores gravadoras mundiais. Nesta entrevista, ele fala um pouco da sua história, curiosidades, e super novidades. (Interview available in English)

Marina Tavares em 11 de Março de 2017

Marina Tavares – Quando foi a sua primeira festa de música eletrônica?

Sphera – Foi no norte de Israel, em 2006 ou 2007, de uma organização chamada 'Metatron', que estava fazendo ótimas festas naquela época.

 

Marina Tavares – Como foi o início da sua carreira?

Sphera – Quando eu tinha 12 anos, comecei a colecionar álbuns de Psychedelic Trance, que comprava com o pouco dinheiro que tinha.

Em algum ponto, lá estava uma case cheia de álbuns, então, eu economizei dinheiro, e comprei um par de Cdj's e um mixer, e comecei a ensinar a mim mesmo como mixar durante as tracks. 

Mais tarde, quando era adolescente, gastei a maior parte do meu tempo na frente do computador, tentando fazer algo que soasse como música, experimentando os diferentes programas – e eu estava viciado.

 

Marina Tavares – Como você criou o seu projeto Sphera?

Sphera - Um amigo meu, que vivia perto, costumava vir na minha casa, nós estávamos fazendo música juntos, e dividindo algumas ideias.

Naquela época, um amigo em comum estava fazendo festas pequenas, ele ouviu algumas coisas que fizemos, e convidou a gente para tocas em suas festas.

Em 2010, assinamos com a Echoes Records. 

Mais tarde, em 2012, o meu parceiro quis explorar outros gêneros, nós separamos, e desde então, estou seguindo o projeto sozinho.

 

Marina Tavares – Quem foram as suas influências na música?

Sphera – Tantos projetos incríveis, que ultrapassaram os limites daquela época… FREq, Perfect Stranger, e muitos outros da Iboga Records e Spiral Trax, foram uma grande influência para mim. 

 

Marina Tavares – Onde foi a apresentação que mais te marcou?

Sphera – Para mim, todas as apresentações são especiais, como todos as outras.

Não importa o quão grande ou pequena, ou longe a festa seja.

À medida que fico mais velho, eu vejo o quanto tenho sorte… Indo a lugares diferentes, tocando a minha música para todas essas pessoas, e curtindo junto com elas.

Marina Tavares – O que você acha da cena eletrônica no Brasil?

Sphera – Bem, é gigante obviamente... Eu vejo tantos artistas diferentes do mundo inteiro indo tocar aí, às vezes nas mesmas festas. Isso mostra o quanto a plateia tem a mente aberta, e isso é incrível. 

Certamente, eu espero visitar o Brasil mais vezes.

Foto: Leandro Quartiermeister Photography

Marina Tavares – Se você pudesse escolher qualquer lugar no mundo para tocar, onde seria?

Sphera – Aquelas pirâmides no Egito, parece ser um lugar incrível.

 

Marina Tavares – De onde você tira inspiração para criar novas músicas?

Sphera - Eu apenas vou para o estúdio, brincando, até que apareça algo que me faça sentir bem.

Então, o processo de fazer um verdadeiro pedaço de música começa...

Marina Tavares – Quais são as novidades em relação à turnês e lançamentos?

Sphera – O remix brilhante do Ritmo para minha track 'Matter', será lançado em algumas semanas pela Iboga Records.

Uma track minha chamada 'Micro Poetry', será lançada em uma compilação muito especial da Iboga, comemorando os 20 anos da gravadora. 

Este ano, eu irei me apresentar na França, Grécia, Brasil, e Israel.

 

Marina Tavares – Vamos finalizar com uma mensagem para os seus fãs.

Sphera – Vejo vocês em breve no Brasil. Abraços.

 

Please scroll down for English

 

Marina Tavares - When was your first electronic music party?

Sphera - It was in 2006 or 2007 at the beautiful north of Israel, an organization called 'Metatron' that was making great parties back then.

 

Marina Tavares - How was the beginning of your career?

Sphera - When I was 12 years old I started to collect Psytrance albums that I was buying with every bit of money I've had.

At some point there was a CD case full of albums, so I saved some money and bought a pair of Cdj's and a mixer and started to teach myself how to mix between tracks. 

Later on as a teenager I spent most of my time in front of the computer, trying to make anything that would sound like music, experimenting with different programs - and I was hooked.

 

Marina Tavares - How did you create your Sphera project?

Sphera - A friend of mine who lives fairly close used to come over, we've been making some music together and sharing ideas.

At that time, a mutual friend of both of us was making small parties, he heard a few things we made and invited us to play at his parties.

The project was signed to Echoes Records in 2010. 

Later in 2012, my partner wanted to explore some other genres, we have split our ways and since then I'm running the project by myself.

 

Marina Tavares - Who were your influences in the music?

Sphera - There was so many exciting projects that pushed the boundaries back then… FREq, Perfect Stranger and many other guys from Iboga Records and Spiral Trax were a huge influence for me. 

 

Marina Tavares - Where was your most remarkable gig?

Sphera - I must say that for me each time is exciting just like every other time.

Doesn't matter how big or small or far it is.

As I get older I realize how lucky I am... getting to different places, playing my music for all these people and enjoy with them together.

 

Marina Tavares - What do you think about the Brazilian electronic scene?

Sphera - Well it's huge obviously... I see so many different artists from all over the spectrum coming to perform there, sometimes even at the same parties. It shows how much open minded the crowd is and it's so impressive. 

I certainly hope to visit in Brazil more often, that's for sure.

 

Marina Tavares - If you could choose any place to play in the world, where would it be?

Sphera - Those pyramids in Egypt looks like an awesome venue.

 

Marina Tavares - Where do you get inspiration to create new music?

Sphera - I just get into the studio and fiddling around until I come up with something that makes me feel good.

Then the process of making an actual piece of music out of it begins...

 

Marina Tavares - What are the news about tours and releases?

Sphera - The brilliant remix from Ritmo to my track 'Matter' is coming out in a few weeks on Iboga Records.

A track of mine called 'Micro Poetry' will be featured on a very special compilation from Iboga, marking 20 years of label activity. 

I will do a few gigs this year in France, Greece, Brazil and Israel.

 

Marina Tavares - Let’s finish with a message to your fans.

Sphera - See you soon in Brazil. Hug.

 

Sphera

https://www.facebook.com/spheramusic/

https://soundcloud.com/sphera

https://www.youtube.com/user/SpheraTV1

 

Iboga Records

https://www.facebook.com/ibogarecords

https://soundcloud.com/ibogarecords

https://www.youtube.com/user/IbogaRecordsMusic

 

Comente!

Confira vivência da nossa equipe durante os dias do Solaris 2017
Confira alguns dos melhores momentos do Ozora 2017!
Saiba tudo sobre o evento que acontece nesse sábado!

psicodelia_org

Instagram: @psicodelia_org