Beats, o filme

Publicado em 25/09/2019 - Por

Na Inglaterra do início dos anos 90, organizar ou apenas frequentar uma festa rave era bem diferente dos dias de hoje. Para escapar da polícia, as festas eram mantidas em segredo e seus locais eram revelados nas últimas horas e transmitidos no boca a boca, por estações de rádio piratas ou por mensagens gravadas ouvidas por quem ligasse para determinado telefone.

Em um mundo sem smartphones, GPS ou Google Maps, isso significava entrar no carro e se perder um pouco até encontrar uma trilha de carros que pareciam estar indo para algum lugar.

Esse é o momento retratado no filme Beats, de Brian Welsh, o mais recente longa-metragem sobre o movimento que cresceu enormemente no Reino Unido e que concentra sua história na emoção da “caça às raves” em 1994.

No longa, dois ​​amigos compartilham a paixão pela música eletrônica retratada na trilha sonora que reúne clássicos como Everybody In the Place e Wind It Up, do The Prodigy, Energy Flash, de Joey Beltram, e Dominator, do Human Resources.

O contexto político e social da época também é importante na trama, com leis atacando as liberdades civis sob o pretexto de reprimir as festas e o fim da era de Margareth Thatcher, do Partido Conservador. 

“As raves não foram mostradas em filmes além de alguns documentários, e é um período tão interessante porque foi um momento cultural de grande importância. Elas tinham uma cultura do ‘faça você mesmo’, com grupos que organizavam festas fora dos padrões comerciais”, explica Welsh.

Kieran Hurley, escritor da peça que inspirou o filme, acredita que, com o tempo, a era das raves será apreciada e entendida como tão significativa e influente quanto o punk.

“Este período ainda não foi retratado da mesma maneira que o punk, mas está fadado a ser e merece ser – vamos ver mais histórias sobre a cena rave nos próximos dez anos.”

Nós estávamos determinados a contar a história de uma noite incrivelmente significativa para dois adolescentes, mas também em explorar as condições sociais e políticas em torno desse momento – as raves são a reação de uma geração contra o hiperindividualismo forçado da era Thatcher, quando um conjunto de valores foi incutido na sociedade e rejeitado por muitos jovens, explica Hurley.

Uma forma de se rebelar

É importante lembrar que o governo da época aprovou um pacote de leis  destinado a acabar com as festas, conhecido como a Lei de Justiça Criminal e Ordem Pública de 1994, que concedia à polícia “poderes para remover pessoas que participam ou se preparam para uma rave” e interromper uma “reunião a céu aberto de 20 ou mais pessoas em que música amplificada é tocada durante a noite”.

Isso foi percebido como um ataque à música eletrônica, especificamente a parte da lei que a define como aquela que “inclui sons total ou predominantemente caracterizados pela emissão de uma sucessão de batidas repetitivas”.

“Muitas pessoas se tornaram politizadas por acaso porque sentiam que o governo e a grande mídia estavam atacando seu estilo de vida”, diz Hurley.

Em meio a essa turbulência, as festas ofereciam escapismo, hedonismo e uma forma de expressão – mas as pistas também eram sobre esperança. Eram espaços onde era possível imaginar e encenar uma visão utópica do que a sociedade poderia ser.

“As pistas das festas representavam um ideal de igualitarismo, eram um espaço compartilhado de respeito mútuo, em que a diferença é bem-vinda e havia uma celebração do que é estar vivo – isso é muito importante para todos da cena rave”, afirma Hurley.

As festas ajudaram a dissolver divisões de raça e classe. Uniram grupos diferentes em torno da paixão pela música eletrônica em espaços abertos que não eram dominados pelo álcool e pela masculinidade agressiva.

“Há algo sobre jovens em uma pista de dança que nunca vai morrer. Novas cenas estão surgindo, mas a música e o espírito daquela época parecem se infiltrar na vida das pessoas destes novos tempos”, diz Hurley.

beats film

O filme ganhou noa 7,3 no IMDb e também foi muito bem avaliado no Rotten Tomatoes e estará dispnível em breve nas principais plataformas de streaming.

Site oficial: http://www.beats.film/

via BBC

Receba nosso conteúdo
direto no seu email

Cadastre seu email e receba toda semana nossos conteúdos e promoções! É grátis!

1
    1
    Sua cesta
    Caneca Mandala - Nº3
    1 X R$24,90 = R$24,90