A incrível arte da pintura corporal

Confira várias pinturas incríveis produzidas no Festival Mundial de Bodypainting na Áustria

Eliel Cezar em 26 de Junho de 2018

Uma transformação completa, um sentimento que passeia entre o surreal e a euforia: é isso o que busca a pintura corporal. A arte de bodypainting há muito tempo faz parte dos festivais de Psy Trance, mas segundo seus principais artistas, só é possível ver o potencial total da pintura em eventos especializados como o Festival Mundial de Bodypainting, que acontece na Áustria desde 1998 ecostuma reuniur artistas de dezenas de países.

“Para mim, o festival oferece a chance de conhecer amigos artistas de todo o mundo. Nós realmente somos uma família de bodypainting, como é dito frequentemente. Através do festival, ficamos mais unidos”, diz Wolf Reicherter.

Criado há 20 anos, no início o festival era bem diferente. Havia pouco mais de 20 artistas cercados por algumas tendas. Uma enorme diferença se comparado com as últimas edições, que contam sempre com centenas de bodypainters, modelos e fotógrafos de todo o mundo, além é claro, de milhares de visitantes.

Nesse tipo de evento artistas podem competir em diferentes categorias. Além disso, são realizadas diversas oficinas uma semana antes do festival ser aberto ao público, com música, desfiles de moda, instalações de arte, lojas e barracas de comida.

“O concurso coloca altas exigências para os participantes, a competição é enorme. Se você quer ganhar, você tem que dar tudo. Demora mais ou meos um ano para se preparar. A qualidade da pintura corporal aumentou, semelhante a outras artes, como por exemplo a tatuagem. Há um grande número de obras de arte de tirar o fôlego. Quem hoje ganha um título no WBPA, realmente merece isso.

“Quanto um título em bodypainting significa, realmente depende de onde o artista trabalha. Na Alemanha, você pode ter algumas vantagens. Mas a mulher da Coréia do Sul, que venceu no ano passado na categoria "Brush and Sponge", provavelmente se beneficiará muito mais disso em seu país de origem. Como eu experimentei, não há muitos trabalhos para bodypainters disponíveis na Alemanha. Festivais ou festas não são os lugares para eu ganhar muito dinheiro. E no negócio de festas comerciais, a pintura corporal é usada apenas como uma desculpa para mostrar seios nus. Eu sou a pessoa errada para isso.”

O fato de Wolf Reicherter ser especializado em pintura corporal UV o torna especialmente requisitado em festivais de Psytrance. “Na luz negra UV, a transformação entra em pleno efeito. Se a pintura estiver bem feita, seu próprio corpo acabar fazendo parte do cenário. As camadas de cor mudam a sensação do seu próprio corpo. Você não se sente mais nú”, diz Wolf Reicherter.

De 1999 a 2005, ele fez pintura corporal em algumas festas pela Alemanha. "Sempre que se trata de criar uma boa pintura corporal, eu ainda ouço Psy Trance."

Saiba mais em www.bodypainting-festival.com

 

-

Fonte: Mushroom Magazine

Comente!

Empresa intermediária estava cobrando de festas locais até o triplo do valor combinado com o artista
Evento retorna depois de 10 anos ausente
Dupla é a única representante do Psy Trance na lista
Conheça a história do maior festival de Psytrance e contra-cultura do mundo

Próximos Festivais

Jacundá Trance Festival

29/12/2018

Presidente Figueiredo - Amazonas

Mundo de Oz 10 Anos - Oficial

26/04/2019

Lagoinha - São Paulo

Insônia no Mundo Mágico

08/12/2018

- Rio de Janeiro

Assine Nossa Newsletter