Entrevista com Chromatec / Interview with Chromatec

Uma entrevista que fiz com Chromatec durante sua passagem pelo Universo Paralello Festival 14. / An interview I made with Chromatec during his passage through Universo Paralello Festival 14.

Marina Tavares em 25 de Fevereiro de 2018

Marina Tavares – Como a música eletrônica chegou à sua vida?

Chromatec - Música sempre foi uma parte importante da minha vida. Quando era adolescente, eu entrei em contato com Techno, e fui a várias raves na área de Munique. Nesse ponto, a minha paixão por música eletrônica tinha nascido; isso foi amor à primeira vista. Após ser um frequente convidado na pista de dança, o interesse em criar música por mim mesmo se tornou mais e mais presente, então eu finalmente comecei a minha própria produção musical em 2006.

 

Marina Tavares – Conte-me sobre o início da sua carreira.

Chromatec – Após ser introduzido por alguns amigos à cultura psicodélica no verão de 2009, sendo diretamente pego pela música e energia da cena, eu rapidamente decidi focar minha produção no Psychedelic Trance.

O atual avanço veio através do lançamento da minha track Circus Obscuri na Deviant Force Records, que levou aos bookings no Freqs of Nature, Odyssee, Índia e bookings internacionais. Em 2014, eu também me tornei parte da gravadora russa Insomnia Records.

Marina Tavares – Quais são as suas influências musicais?

Chromatec - Bem, sendo uma criança dos anos 80, eu tenho que admitir que provavelmente minha irmã, foi uma das minhas influências musicais naqueles dias, sendo quem me apresentou ao pop e música eletrônica dos anos 80. Durante a minha adolescência e ainda agora, Techno tem um impacto grande de como me sinto e sinto a música. Em termos de Psychedelic Trance, no início algumas das minhas músicas favoritas vieram de produtores como Polyphonia, Zik, Orestis, Alien Mental, e também meus parceiros da Deviant Force & Alice D guiaram e me influenciaram.

 

Marina Tavares – Como foi tocar no Universo Paralello Festival?

Chromatec – Uma experiência muito especial de fato!

Estar cercado por sua bela natureza, pessoas e música impressionante, me deixou com um grande sentimento de gratidão, de que eu fui capaz de contribuir com esse evento com minha música.

 

Marina Tavares – Onde foi a apresentação que mais te marcou?

Chromatec – Eu diria que tive algumas, mas no top três iria escolher Pulsar Festival 2016/17, Universo Paralello e minha residência anual no Freqs of Nature, porque as equipes todo ano gerenciam aumentar o nível no termo de música e produção cada vez mais!

Marina Tavares – O que você acha da cena eletrônica brasileira?

Chromatec – Para ser honesto, eu simplesmente amo!

É uma cena tão grande e diversa, com pista de danças poderosas e pessoas tão emocionantes, é por isso que eu estou sempre mais do que feliz em voltar!
 

Marina Tavares – O que mantém vivo o seu amor pela música eletrônica? O que você ama nos festivais de Psychedelic Trance?

Chromatec – Primeiramente a música em si, ainda me toca profundamente após todos esses anos. Mas com certeza, também as viagens, estar ao redor do mundo, conhecendo amigos e pessoas, ouvindo boa música, isso é simplesmente incrível!

 

Marina Tavares – Se você pudesse escolher qualquer lugar para tocar, onde seria?

Chromatec - Japão.

 

Marina Tavares – Quais são as novidades em relação às turnês e lançamentos?

Chromatec – O álbum do ChromArepo; que obviamente produzo junto com Sator Arepo será lançado este ano, e um EP com Mutaro está em andamento, ambos serão lançados na Deviant Force Records.

Além disso, várias colaborações e tracks solo serão lançadas em diferentes gravadoras. Sobre turnês, eu estou realmente empolgado com a minha primeira apresentação no Modem Festival, além de tocar no Freqs of Nature, e vários bookings ao redor do globo.

 

Marina Tavares – Você gostaria de deixar uma mensagem para os seus fãs?

Chromatec – Obrigado pelo apoio constante durante os anos e tudo de melhor para todos! Vejo vocês por aí, fiquem deviant!!! 

 

Please scroll down for English

 

Marina Tavares – How did electronic music arrive in your life?

Chromatec - Music has always been an important part of my life. As a teenager I came in touch with techno and attended several raves in the Munich area. At this point my passion for electronic music was born; it was love on first sight. After being a frequent dance floor guest, the interest in creating music by myself became more and more present, so finally I started my own music productions in 2006.

 

Marina Tavares – Tell me about the beginning of your career.

Chromatec - After being introduced by some friends to the psychedelic culture in summer 2009, being directly caught by the music and vibe of the scene, I quickly decided to focus my production on Psychedelic Trance.

The actual breakthrough came through the release of my track Circus Obscuri on Deviant Force Records, which lead to bookings on Freqs of Nature, Odyssee, India and international bookings. In 2014 I also became part of the Russian based label Insomnia Records.

 

Marina Tavares - What are your musical influences?

Chromatec - Well, being a child of the 80s, I have to admit that probably my sister was one of my musical influences in that days, who introduced me to 80s pop & electronic music. During my adolescence and still now techno has a strong impact of how I feel and sense music. In terms of Psychedelic Trance, from the beginning one my favorite music came from producers like Polyphonia, Zik, Orestis, Alien Mental and also my mates from Deviant Force & Alice D guided and influenced me.
 

Marina Tavares - How was it playing at Universo Paralello Festival?

Chromatec - Very special experience indeed!

Be surrounded by this beautiful nature, people and stunning music, left me with a feeling of deep gratitude that I was able to contribute to this event with my music.

Marina Tavares – Where was your most remarkable presentation?

Chromatec - I would say that there were quite a few, but on the top 3 I would call Pulsar Festival 2016/17, Universo Paralello and my annual residency at Freqs of Nature, since the crews every year manages to raise the bar in terms of music and production a little higher!

Marina Tavares - What do you think about the Brazilian electronic scene?

Chromatec - To be honest, I just love it!

It’s such a big and diverse scene, with powerful dance floors and such heartwarming people, that’s why I’m always more than happy to come back!

 

Marina Tavares – What keeps alive your love for electronic music? What do you love about the Psychedelic Trance festivals?

Chromatec - First of all the music itself, it still touches me deeply after all this years. But for sure also the travelling aspect, being around the world, meeting friends and likeminded people while listening to good music, that’s simply amazing!

 

Marina Tavares – If you could choose any place to play, where would it be?

Chromatec - Japan.

 

Marina Tavares - What are the news about tours and releases?

Chromatec - The ChromArepo album; which I obviously produce together with Sator Arepo will be released this year & a Split-EP with Mutaro is in the pipeline, both will be on Deviant Force Records.

Besides that, some various collaboration & solo tracks will follow on different labels. Tour wise, I am really looking forward to my first Modem performance, Freqs of Nature & several bookings around the globe.

 

Marina Tavares - Do you want to leave a message to your fans?

Chromatec - Thanks for the continued support over the years & all the best to everyone see you around, stay deviant!!! 

Chromatec

https://www.facebook.com/chromatec1/

 

ChromArepo

https://www.facebook.com/chromarepo/

 

Comente!

O festival, que é um dos maiores e mais tradicionais do país, acontece neste sábado (22), na Usina5
Confira os detalhes do espaço destinado ao Psy Trance!
Pente fino da polícia provocou reclamação dos organizadores
Data é comemorada com apoio da prefeitura com uma série de eventos
Cientistas queriam entender cérebro desses animais, que deixaram de ser antissociais sob efeito de ecstasy

Próximos Festivais

Festival Colaborativo Ama-gi

23/11/2018

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro

Garden Festival 2019 - Além do Arco-íris

16/03/2019

Porto Alegre - Rio Grande do Sul

Adhana Festival 2018

Rio Negrinho - Santa Catarina

Assine Nossa Newsletter