Música do Mês – Janeiro de 2013

Publicado em 05/02/2013 - Por Mohamad Hajar

Mensalmente, cada integrante da nossa equipe elege um som que “fez a sua cabeça” ao longo do mês. Aqui estão as sugestões de janeiro, a primeira para o ano de 2013. Aproveitem 🙂

 

Marc Houle – Zorba

Mohamad: O cara esteve no Brasil em janeiro e atropelou as 4 pistas por onde passou. Só no Danghai foram 3 horas de live, com músicas desde a época do Sixty Four, até as mais recentes do Zorba EP. A música título deste lançamento é um resumo do que o canadense nos proporciona com seu som: BPM baixo (neste caso, 120), um bassline BEM groovado e timbres completamente malucos – tanto que o Beatport classifica a música como “Indie Dance / Nu Disco”, em vez de techno. Na versão ao vivo Houle usa sua própria voz (com auxílio de vocoders) para reproduzir alguns elementos dela.

 

 

Oliver – Night Is On My Mind

Ronaldo: O trabalho mais recente lançado este mês pelo duo americano Oliver está realmente espetacular. O EP Mechanical mescla electro, deep house e nu disco criando uma atmosfera fantástica e demonstra porque a dupla está figurando cada vez mais nos grandes festivais pelo mundo.

 

 

 

Renaissance Man – Moov

João: Gosto da simplicidade. Se ela vem acompanhada de doença mental, melhor ainda. O EP Call2Call do Renaissance Man lançado este mês pela excelente Turbo Recordings é monstruoso. A sonoridade do duo finlandês mescla os timbres primordiais do electro com uma estrutura típica do techno. Não poderia escolher outra música como track do mês.

 

 

 

G. Verrina & G. Ventura – 23 Coins

Doriva Rozek: Difícil falar desses caras. Eu conversei com o Verrina na minha última coluna e desde então trocamos ideia quase que diariamente. O italiano além de super gente fina está produzindo demais, esse é o seu último disco o Smog City que vai sair pela Only300, somente em vinil. A música além de ser hipnótica ao quadrado tem uma pegada techno linda, bateria muito bem construída e aquela ambiência que não se vê todo dia. No EP ainda existe um remix do russo Andrey Zots e a track Melloydi original e remix do Cally esse último por sinal é destaque nesse lançamento bomba que está por vir.

 

 

Darkside – A1

Cesar Bolzani: Projeto do gênio Nicolas Jaar com Dave Harrington. Difícil descrever ou definir o que é isso. Felicidade é saber que os rapazes são atração confirmada do Sónar SP 2013.

 

 

 

Seven Lions – Days To Come ft. Fiora (lyFFE Remix)

Camila Giamelaro: Recebi uma pauta falando sobre essa música e resolvi checar. Eu ainda estou adentrando ao estranho mundo do Dubstep e suas vertentes… E confesso q esse projeto muito me apeteceu. Do brasileiro Alex Mind e o canadense Conrad Funk. o I.Y.F.F.E. ganhou notoriedade com o prêmio conquistado pelo remix dessa track, originalmente produzida por Seven Lions. Além do prêmio, agora a dupla integra o casting da gravadora OWSLA, que é liderada pelo Skrillex. Pra quem gosta das dropadas de beats e bass do estilo, é um prato cheio! Lá nos EUA o dubstep está com tudo e é capaz dos caras ficarem fortes por lá!

Foi amor às primeiras batidas e uma vontade incontrolável de vê-lo em ação, e logo, aqui no Brasil.

 

Attik vs. Intelligence – Ear Cell EP

Ricardo Aranda: Quando vi o mexicano Attik confirmado para o Shivaneris de março dei um pulo da cadeira!!!! Som sério e levado com psicodelia dosada nos breaks. Na onda tem 3 tracks feitas com seu conterrâneo Intelligence. Vida longa ao psytrance chicano.

 

 

 

Gary Beck – Algoreal

Leandro Pereira: E andando pelo youtube da vida atrás de musica boa (o que é dificil), encontrei esse cara, britanico, que faz um Techno que daqueles eu ficaria horas escuntando. Vale a pena conferi ro SC do rapaz também https://soundcloud.com/garybeck. Uma grande dica pro pessoal do Kultra 🙂

 

 

 

Roy RosenfelD – Madafunka

Lucas Graczyki: Acompanho esse cara desde o começo das suas produções há alguns anos atrás e nunca parei de segui-lo, pois sempre vem uma melhor que a outra, nesse último EP, pra variar, a fórmula se repetiu e essa track em específica sendo minha preferida das 3 novas fica ai compartilhada pra galera, simplesmente uma BOMBA! Enjoy.

 

 

 

GMO vs. Dense – Passing Storm

Will: Os reis do chillgressive Olaf Gretzmacher (GMO) e Christian Schoeps (Dense) ficaram enfurnados durante dois anos nos estúdios produzindo nove tracks de imersão de consciência. Elas compõe o segundo álbum do duo alemão, Tales From the Yellow Kangaroo, dois anos depois de seu primeiro lançamento. A dupla, que se entitula como reis do chillgressive (uma mistura de downtempo com progressive), impressiona com a atmosfera que as suas tracks trazem. Sinceramente não sabia qual escolher para a musica do mês, pois a experiência de ouvir o álbum todo é ainda melhor do que ouvir qualquer uma das tracks isoladamente, mas como o mundo não é feito rosas, só posso por uma aqui. Aprecie deitado, em algum lugar escuro ou “piscante” que lhe ofereça muito grave, MUITO GRAVE mesmo. A sensação é simplesmente incrível!

 

Click Box & Run Stop Restore – Helen In The Keller

Tarcila: Quando você descobre que Run Stop Restore é formado por Magda, Marc Houle e Troy Pierce, faz sentido porque esta música é tão boa. São 5 grandes produtores em um trabalho só, o resultado não podia ser outro! Ela foi lançada em 2009, mas “reviveu” agora pois Marc Houle a postou em seu SoundCloud recentemente.

 

 

 

[products limit="8" orderby="rand" order="rand"]