Universo Paralello 14 - Um festival com diversidade!

Universo Paralello é o melhor festival do Brasil e um dos maiores do mundo! Um lugar formado pela diversidade, com pessoas vindas dos lugares mais exóticos possíveis, onde o respeito mútuo é a regra essencial de convivência básica, para a vivência dos sete dias mais especiais e mágicos da minha vida!

Marina Tavares em 26 de Janeiro de 2018

O nome já diz tudo, quando estamos no Universo Paralello mais parece que estamos em um mundo diferente, as energias são tão fortes que, somente de você pensar em alguém que também está lá, a pessoa do nada surge na sua frente... Ou até mesmo aquela pessoa que você precisava encontrar e nem sabia, aparece na sua vida! Tudo vai fluindo tão bem que, mais parece um sonho, a única coisa difícil é ter que se despedir dessa realidade alternativa!

O festival de música, arte, e cultura que chegou à sua 14º edição, é um encontro de vários mundos, muitas raças e nacionalidades, um lugar criado pela coletividade, se tornando a melhor experiência da minha vida!

Por lá passaram 20.000 pessoas, todas com algo em comum, o amor à música, unindo as mais diferentes culturas que você possa imaginar... O respeito é algo mútuo no festival, se você conseguiu sair de lá uma pessoa que diga mais vezes ‘por favor’, então o dever foi cumprido! Mais do que apenas entretenimento, o festival é uma experiência que muda o seu jeito de olhar o próximo e o mundo.  

A estrutura criada para receber tantas pessoas dos quatro cantos do planeta, conta com as mais variadas opções de alimentação, do tradicional Acarajé baiano até pizza vegetariana...

O camping na praia se torna mágico, principalmente durante a noite, junto com a brisa do mar e o brilho das estrelas... Pratigi é um lugar maravilhoso, e um festival na praia tem um gostinho totalmente diferente! Ouvir a música que faz o meu coração bater mais forte, no meu ambiente favorito, é a receita perfeita para os finais de ano mais inesquecíveis que já vivi!

Os seis palcos do festival oferecem música para agradar os mais diferentes gostos... De música popular brasileira, passando pelo rap, chegando ao bom e velho Psychedelic Trance! Prepare-se para uma experiência musical incrível! 

Música e espírito se reúnem nessa linda jornada de uma semana, com ambientes que emanam amor e boas energias como o Circulou que mostrava a beleza cotidiana através da arte! Com aulas de dança, Yoga, apresentação de rodas de música, círculo de cura, massagem, e muito mais...

O Palco Paralello brilhou recebendo grandes nomes da música brasileira, como Gabriel, o Pensador, que convidou índios para se juntarem a ele no palco na hora que ele cantou o clássico: Cachimbo da Paz. Por lá também passaram Lenine e Marcelo Bonfá, o projeto Pedra Branca, além ótimas bandas de reggae.

A cerimônia de abertura do palco 303 foi de ninguém mais ninguém menos do que o baba Goa Gil! Foi incrível ver a sua energia de perto pela primeira vez, sempre incansável, ele é um grande maestro em seu ritual que durou 28 horas! Foi uma abertura memorável! Além de sua ótima localização em frente o mar, com aquela brisa gostosa e beleza incrível, o palco contou com uma tenda em formato de estrela-do-mar, além de grandes nomes como os mestres Mad Maxx e Space Tribe... Passando por talentos brasileiros como Fabio Leal, Alchemy Circle, e Fako. Com ainda mais projetos nacionais como Twelve Sessions, e Ancient Tribe.

O Main Floor, onde sempre pulsará o coração do festival, recebeu estilos musicais vindo dos lugares mais exóticos... Projetos das mais variadas vertentes, criando viagens transcendentais! Nomes de respeito como o duo Mad Tribe, um dos projetos que mais vem chamando atenção nos últimos tempos. Nomes da cena nacional como Altruism, Burn in Noise, The First Stone, Logica, Labirinto, Nevermind, Swarup, Ekanta, e Rica Amaral. Ótimos DJs set como Wegha, Liquid Ross, Digoa, e Element. Israelenses de respeito como Infected Mushroom que emocionou o público tocando um set Old School; Astrix, Pixel, Freedom Fighters, Hujaboy, e Outsiders. Nomes que estava com saudades como Dino Psaras, e Etnica. Nomes que ansiava por ver como Son Kite. Ótimos projetos de Progressive Trance como Capital Monkey, Vegas, Major7, Gaudium, Phaxe, e Neelix. O melhor do Psychedelic Trance como Electric Universe, Dickster, Magik, Djantrix, Liftshift, Neuroplasm, Nukleall, Earthspace, Menog, Koxbox, Shove, K.i.M, Virtual Light, Southwild, Fagin’s Reject, e Beardy. Passando por projetos da Zenon Records como Merkaba, Pspiralife, e Ryanousaurus. Chegando aos projetos da Parvati como Elowinz, Nargun, Arjuna, Giuseppe, e Onkel Dunkel. Acelerando ainda mais os BMPs com Sator Arepo, Chromatec, Naked Tourist, Fungus Funk, Philoso, e Cosmo. Até chegar às manhãs de Goa Trance com Total Eclipse, Goasia, DJ Inê, e Goastral. A tenda vista de cima formava o símbolo do infinito! Pois tudo que é especial dura o tempo bastante para se tornar infinito em nosso coração!

A pista UP Club recebeu uma decoração muito especial, criando o palco que mais chamou atenção visualmente no festival! Os sul-africanos da Artscape criaram a cabeça de um índio gigante, sendo considerado também o palco mais bonito dessa edição! Por lá passaram nomes como Gabe, Minilogue, D-Nox & Beckers, Boris Brejcha, Guy J, Alok, Bhaskar, Swarup, Anderson Noise, DJ Mau Mau, e Marcelo Fiorela.

O Tortuga Stage contou com artistas dos mais variados estilos como Edi Rock, e Maomé do Cone Crew. A tenda vista de cima era em formato de um polvo gigante! Mais um palco que surpreendeu com a sua beleza e criatividade!

O Chill Out é sempre um lugar mágico! Com a sua localização privilegiada em frente o mar, por lá passaram sons magníficos de projetos como Kalya Scintilla, Bawayaka, e Etnica in Dub.

O Universo Paralello Festival é uma experiência que levo sempre por toda a minha vida, e onde criei os laços de amizades que nunca se perderam com o tempo... Sempre proporcionando um ano novo cheio de oportunidades e novas chances, para viver os meus sonhos a partir do momento em que passo a acreditar neles, e em mim mesma.

O intuito do festival é que você saía de lá um ser humano melhor, que pare de julgar o próximo e passe a olhar mais para si mesmo. Termino essa experiência citando Carl Jung: "Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta".  

Universo Paralello Festival

https://www.facebook.com/universoparalelloofficial/

 

Fotos por Coletiva.a.mente

https://www.facebook.com/coletiva.a.mente/

 

Escrito por Marina Tavares

https://www.facebook.com/marinatavaresdealmeida

 

Comente!

Confira algumas marcas surpreendentes da última edição
Festival esteve envolto em novos problemas, entenda o que aconteceu.
Confira os detalhes da próxima Prog em Curitiba
Em post na Facebook, Rica enfatiza a "escolha de cada um"