No que você pensa quando está numa rave? Parte 2

Publicado em 15/10/2009 - Por

rave
Muitas pessoas são atraídas para as festas apenas por curiosidade.
Querem conhecer este mundo sem leis que tanto falamos, essa vibe que tanto sentimos, esta liberdade que a gente tanto preza.
Mas será que as pessoas sentem mesmo tudo isso?
Você já teve alguma experiência psicodélica? Já teve a sensação de estar flutuando, e estar pensando em nada e ao mesmo tempo em tudo naquele momento?
Você já teve a oportunidade de se encontrar com você mesmo no mais fundo dos universos? Já encontrou respostas que estavam dentro de sua mente o tempo inteiro, mas que era preciso uma viagem interna para achá-las?
É isso que procuramos em uma festa rave.
Esta experiência de estar liberto do mundo real e se aprofundar dentro de si mesmo para encontrar respostas.
É isso que queremos dizer com o “Dance como se ninguém estivesse te olhando”. Para você fechar o olho e deixar que a música te leve. Assim você alcança o pico. Assim você transcende. Assim você realmente consegue sentir o espírito de uma festa. Assim, tudo o que o Rafael R disse na Parte 1 deste post faz sentido.
Respire fundo.
Deixe o ar entrar em seu peito. E quando sair, deixe que leve com ele todos os sentimentos negativos que te fazem mal.
Dance.
A dança é uma linguagem universal. No nosso mundo não temos coreografias. Devemos deixar que a música nos leve e nos mexer conforme tivermos vontade e conforme as batidas nos conduzir.
Sinta
A vibe da festa é a sintonia. A sintonia que liga todos no mesmo pensamento, no mesmo objetivo, na mesma freqüência, na mesma vibe. Felicidade é contagiante. Quando uma pessoa transcende felicidade ela contagia todos ao seu redor.
Celebre
Celebre os amigos, a saúde, a felicidade. Celebre a festa, os momentos, as músicas. Celebre a vibe, a natureza, o sol! Celebre a vida. Nossa cultura não seria tão forte se não tivesse um motivo vital.
E então, evolua.
Não conheço 1 pessoa que, ao passar a fazer parte deste mundo, não tenha evoluído mental e espiritualmente. Não tenha gostado mais de sol, não tenha dado gargalhadas mais intensas, dado mais valor às amizades, ao respeito, à felicidade.  Também não conheço 1 pessoa que, após fazer parte deste mundo e conhecer melhor a cultura, não tenha trazido estes valores para o dia-a-dia.
É nisso que pensamos quando estamos na rave: em nada e em tudo ao mesmo tempo.
Paz, amor, união, respeito, equilíbrio emocional e Evolução.
Todos deveriam ter o privilégio de sentir isso.
Namastê.

[products limit="8" orderby="rand" order="rand"]