Uma biblioteca dentro de um festival. Você entraria?

Conheça o festival que oferece uma biblioteca como espaço alternativo para o público

Eliel Cezar em 13 de Novembro de 2017

Há quem diga que em festivais de Psytrance você pode fazer de tudo, até mesmo curtir música no mainfloor. A brincadeira se deve à quantidade quase sempre enorme de atividades paralelas que são oferecidas nesses eventos. De rituais xamânicos até oficinas de arte, yoga e meditação, dá pra passar vários dias acampado em um evento desses sem sequer passar perto da pista de dança (e ainda assim você não ficaria entediado).

Agora, para a lista de opções de atividades paralelas em festivais podemos incluir: visitar uma biblioteca. A idéia vêm sendo colocada em prática no Antaris Festival, da Alemanha, e faz sucesso por lá. Quem conta é o fotógrafo Murilo Ganesh no Facebook:

Imaginem uma biblioteca dentro de um festival, aqui no Brasil. Vocês entrariam? No Antaris Festival na Alemanha isso já é uma realidade faz anos. Fiz essa foto às 7 da manhã. Às 8 horas já estava bombando de gente lendo e viajando em cultura. Fica a dica.

Será que por aqui a idéia funcionaria?

Comente!

Organização reforça o conceito por trás do festival em mensagem à sua comunidade
Em novo espaço, o festival de música eletrônica da Chapada Diamantina aguarda 1,5 mil pessoas em Piatã (BA), próximo ao pico mais alto do Nordeste, entre 2 e 11 de janeiro
O ícone do psytrance está de volta a Curitiba!
A compilação conta com grandes nomes, tais como: Eat Static, Ajja & Tristan, e muito mais!!!
Uma entrevista que fiz com Sator Arepo durante sua passagem pelo Universo Paralello Festival 14. / An interview I made with Sator Arepo during his passage through Universo Paralello Festival 14.