Diário do Boom Festival 2018: Dia Dois

Confira os relatos de quem está, nesse momento, vivendo o Boom Festival

Eliel Cezar em 25 de Julho de 2018

24 de Julho - DIA DOIS

 

Da mesma forma que as criações cósmicas vindas do Chill Out Gardens ajudaram os Boomers exaustos a dormir, recuperando-os de suas longas viagens para o Boomland, foram os doces sons de Pedro Martin e Dub: Burn que nos fizeram começar o dia com um ritmo extra em nossos passos e um sorriso em nossos rostos. A empolgação no ar estava tão intensa que você quase podia tocá-la e a vibração era incomparável.

Boom Festival 2018

 

Liminal Village: Curta como uma feminista

Evidentemente, um dos primeiros painéis feministas a ser realizado no Boom, "Party as a Feminist", abordou questões sérias como assédio e consentimento, com o painel defendendo que o consentimento pode ser um conceito sexy. De fato, a idéia de que "Não é não" foi considerada muito perigosa, pois implica que, se não houver "Não", a resposta deve ser sim!

A comunidade psicodélica foi chamada a cuidar uma da outra e  a lutar pelo fim da cultura de estupro e culpabilização da vítima. Precisamos criar uma cultura de consentimento, com as noções de consentimento dinâmico e emancipação positiva.

A sessão levantou tantas perguntas quanto respondeu: como podemos garantir que as mulheres sejam atraídas para a indústria e criar nosso próprio espaço, sem que isso se torne uma questão de discriminação de brancos e negros? Como é a justiça restaurativa? Poderiam as mulheres unir forças e fazer sua própria rede de contatos?

A contribuição dos boomers foi fascinante em termos de igualdade, com um boomer latino cis do Brasil fornecendo uma perspectiva não-européia e não-liberal, apontando que a igualdade de gênero está em todos os aspectos de nossas vidas. Precisamos entender as profundezas do feminismo interseccional e da comunidade trans. Ela nos lembrou que o Boom é uma comunidade privilegiada e mais trabalho precisa ser feito para torná-lo mais inclusivo.

Outro Boomer levantou a questão do espectro de traços "masculinos" e "femininos" e como ela os havia reconciliado, enquanto tirava o chapéu para o Boomer cujo comentário sobre a questão do consentimento, era que a mulher deveria combater qualquer atenção indesejada de qualquer maneira que puder. Ele defendia a idéia de ver a pessoa ao seu lado como pessoa, não como homem ou mulher. A mensagem geral era que cada pessoa deve agir para criar mudanças.

Boom Festival 2018

Abertura do Dance Temple

Os boomers se reuniam em torno do Dance Temple e a empolgação de todos era absolutamente incrível. Logo as barreiras foram retiradas, o templo foi abençoado e a banda Prem Joshua recebeu dezenas de milhares de Boomers pulando com seus sons incríveis. Com o baixista preso no trânsito, o set da banda provavelmente não foi bem como eles gostariam, mas o cara chegou lá no final e ainda tocou um pouco. O dinossauro verde dançando na frente da pista só contribuiu para a atmosfera insana da festa. Vestindo um traje de hippie indiano bem legal, esse dinossauro tornou-se uma lenda nas festas em Portugal. Quando "o cara" da Iboga Records, Emok, apareceu e mandou sua primeira track, os boomers foram à loucura com seu som progressivo e psicodélico - o Dance Temple estava definitivamente aberto!

Voltamos mais tarde para o primeiro set de full on do festival, era o inglês Sonic Species (a.k.a. Joe Markendale), que ficou tão impressionado quanto nós pela vibe épica no Dance Temple durante seu set. Quando perguntamos sobre sua experiência de Boom, ele disse:

"Dez anos atrás, eu estava aqui na pista apenas me divertindo, eu tinha dreadlocks até a minha bunda e foi um grande momento da minha vida! O Boom 2008 foi uma das melhores festas que já participei em toda a minha vida. Então, que privilégio estar tocando agora 10 anos depois! Eu estou amando isso! Com cabelo curto, e agora estou um pouco mais limpo e mais inteligente, mas ainda sou a mesma pessoa!"

Boom Festival 2018

Abertura do Alchemy Circle

Direto de Michigan, o set ao vivo de Shigeto é uma combinação de bateria e batidas eletrônicas, então seu show de abertura no Alchemy Circle sempre será muito especial. Enquanto o sol se punha além do lago, ele criou uma vibe tribal verdadeiramente mágica que fez os Boomers dançarem pra valer com seus poderosos ritmos. Ele disse:

"As vibrações foram muito legais! É inegável, você está em um paraíso com a água, o clima, o sol, pessoas adoráveis, palco encantador e um som adorável, então, no geral, foi uma experiência muito boa - e espero estar de volta o mais rápido possível!"

Quando perguntado sobre como ele consegue encaixar sua impecável bateria junto de ritmos eletrônicos tão rápidos, ele respondeu:

"Estou em casa. Às vezes eu nem vejo vocês! Você não pode pensar muito. Deixe o som ser um cobertor e desapareça!"

Shigeto abriu perfeitamente o caminho para a dupla francesa Landswitcher, que nos hipnotizou com suas divinas vibrações downtempo. Eles foram seguidos por Desert Dwellers, que fizeram sua estréia no Boom quando abriram o Alchemy Circle em 2014, e seu set de duas horas para esta edição só ampliou a mágica. Como o VJ estava agora participando pra valer, os Boomers foram transportados para outra dimensão de luz e som. Segundo um dos caras do Dweller:

"O Boom é um dos melhores festivais do planeta! Boom e Burning Man são meus favoritos, então é uma honra estar aqui e compartilhar a música com tantas pessoas bonitas de todo o mundo, não há nada como isso. É um prazer estar aqui e sou muito grato a todas as pessoas que dedicaram tanto tempo e esforço para criar uma produção tão incrível, com tanta arte, intenção, permacultura e comunidade. É uma família tão maravilhosa. Esperei ansiosamente por isso nos últimos quatro anos!"

 

Being Fields

Fomos conferir a jornada sonora de Luke Elijah, da Sacred Geometry Sound Healing, onde ele apresentou um fato curioso ... 2018 é, na verdade, o 21º aniversário da Boom. Simultaneamente, na sexta-feira 27 de julho às 21:21, na lua cheia, vai acontecer o mais longo eclipse lunar do século 21. Coincidência? Este fato interessante foi recebido com entusiasmo pelos presentes Boomers.

Como a meditação começou com muita calma, pudemos ouvir os Boomers à distância, fazendo uma das coisas que dão ao nosso encontro uma vibe única - aquele momento em que um, depois dois, depois dez e finalmente milhares de Boomers explodem em gritos de celebração, uivos e assobiando, em um momento contagiante de comunicação tribal, de simplesmente ficar absolutamente louco e gritar sua empolgação para o mundo.

Enquanto a meditação ficava mais intensa, no exato momento em que a música ficou mais rápida e um vocal se intensificou, a mesma coisa aconteceu novamente! Era como se eles estivessem lá com a gente. E em verdade, eles estavam!

Obrigado por estarem sempre presentes. O espírito do Boom continua vivo!

Boom Festival 2018

Confira também

Comente!

Confira os relatos de quem está, nesse momento, vivendo o Boom Festival
Confira todas as atrações da Progressive #40
Confira os relatos de quem está, nesse momento, vivendo o Boom Festival
Confira os relatos de quem está, nesse momento, vivendo o Boom Festival
Música, atividades paralelas e muita psicodelia devem marcar a terceira edição da Psycodélicos

Próximos Festivais

Sarasvati - Era Mitológica

08/09/2018

Arcos - Minas Gerais

Tríade Trance Festival

Curitiba - Paraná

Assine Nossa Newsletter